Sobre um certo J. M. Caroll

 

Revolves redundantes eras mil
Em busca desse sangue que gotejas,
E em leito de Procusto e tolo ardil
Tuas vãs maquinações ali despejas.

De engano e devaneio tão febril
Recheias a loucura que cravejas.
No quadro de um engodo diabril
Mil anos, mil mentiras tu arquejas.

O rito que nomeias por batismo
Querias remontar até Adão,
Sanando esse perjúrio do ostracismo.

Freou-te no Jordão a ambição.
Mas basta desse ingênuo atavismo –
de Londres é a semente da imersão.

 

*

 

Pedro é pai, provedor, professor, poeta, pecador e perdoado.